Betabot

(a representante brasileira da Liga dos Bots (concepção de Daniel Albuquerque de Insfrán)

Físico

uma robô muito esperta e altiva, a representante brasileira da Liga dos Bots, vive no mundo virtual. Ela vem como herança de VIBOT via os processos co-criativos de (Vibot é propriedade de @Margarida Romero Linkedin (Universidade Côte d'Azur-FR e Univeristé LAval-CA))

Psicológico

A Betabot, nasceu em 2019, é a representante brasileira dos bots da Liga de Pensamento Computacional (L.P.C), ela é uma entidade virtual que pode acompanhar as crianças em diversas plataformas, seja em robôs físicos, celulares, relógios tecnológicos/smart, wearables, tablets, computadores etc. Ela age de acordo com sua missão na Liga do Pensamento Computacional (L.P.C.) e, também, age baseada em seu aprendizado constante auxiliando os aprendizes e demais usuários por meio de diversas interfaces. Atuando na região definida para ela dentro da Liga (L.P.C.). Ela ajuda a desenvolver a criatividade digital.
A Betabot aparece como uma robô feminina adaptada de Vibot ( conto infantil francês ( Margarida Romero )). Além dos personagens adaptados ao contexto brasileiro, também o enredo é adaptado para situações brasileiras. O Vibot, que é o representante canadense/francês da Liga, foi concebido para ajudar as crianças a desenvolverem o pensamento computacional por meio da programação. O Vibot é o primeiro personagem da Liga de bots, ele nasceu em 2016, é considerado o chefe da Liga. A Liga é responsável por desenvolver o pensamento computacional no mundo.

*Clica na imagem para download ou em "Download imagens ziper" para baixar todas as imagens.
 

Sobre o Projeto

O Brasil sofre com a carêcia de profissionais formados em Ciência da Computação e Tecnologia da Informação. Com o intuito de contribuir para a baixa dessa carência, o projetoPopularização da Ciência da Computação estuda a criação de gibis que abordam conteúdo da área da Ciência da Computação (que também envolve Sistema da Informação e Engenharia da Computação), para despertar nos jovens e futuros universitários e empreendedores o interesse dessa área.

Continue Lendo